Postagens

Mostrando postagens de Março, 2021

Estudo semanal para 29 de Março a 2 de Abril de 2021

Imagem
 IBOV Ainda dentro do canal de baixa, IBOV briga para romper a LTB. Caso rompa a máxima da semana passada em 116.225, aumentam a possibilidade de termos um pivô de alta se confirmando cujo alvo inicial estará por volta dos 120.200 pontos, podendo encontrar alguma dificuldade na região dos 118.400 pontos. PETR4 O comportamento de PETR4 é altista pois vem deixando fundos mais altos e topos mais altos, tendo segurado bem na LTA. O ativo aponta para uma semana positiva caso tenhamos o rompimento da máxima da semana passada em 23,88. Olhando para cima teremos alvos para 25,81 e depois os 28,07. Suportes nos 21,00 e depois nos 17,80. VALE3 VALE3 segue em forte tendência de alta e mesmo após ter feito uma breve correção, vimos o ativo voltar a subir e fazer uma nova máxima. Com isso em mente, qualquer venda do ponto de vista semanal é precipitada e não passará de um mero palpite, tendo uma possibilidade maior que venha a dar errado. Enquanto o cenário for de alta devemos procurar por compras.

Estudo semanal para 22 a 26 de Março de 2021

Imagem
 IBOV IBOV segue ali, trabalhando dentro do canal de baixa menor, porém, tendo realizado um primeiro passo que foi o rompimento da região dos 115.000 pontos. Pela frente IBOV encontra logo de cara a LTB deste canal, que, caso seja superada, tende a buscar o topo anterior, região dos 125.400 pontos aprox., onde poderá encontrar uma maior pressão vendedora por se tratar de uma resistência declarada. Acima disso, alvo do movimento projetando os 138.000 pontos. DOL1! Dólar futuro já com 2 semanas de pressão vendedora, tendo encontrado forte resistência na região dos 5809. Segue dentro de uma grande região de lateralidade, podendo vir a testar a região de suporte em 5100. PETR4 PETR4 olhando pelo gráfico diário à esquerda podemos ver que após alguns dias brigando, parece ter conseguido vencer uma primeira resistência 23,22 e com isso, essa mesma região pode estar se tornando suporte neste momento. Próxima pequena resistência a ser vencida nos 24,13 para então buscarmos um primeiro alvo na r

Estudo semanal para 15 a 19 de Março de 2021

Imagem
 IBOV IBOV mudou pouca coisa da semana passada para essa pelo simples fato de que a barra dessa semana trabalhou dentro da barra da semana retrasada, ou seja, não tivemos nem rompimento de máxima e nem de mínima. Pelo fato de estar trabalhando dentro de um canal amplo de alta, claro, existe a expectativa e uma probabilidade maior que a tendência de alta continue. O primeiro passo nessa direção seria termos o rompimento de alguma máxima, no caso agora, temos duas máximas bem próximas uma da outra, fortalecendo tanto a região como uma resistência, da mesma forma como caso ocorra o rompimento destas duas máximas, o mesmo tende a ser relativamente forte, possivelmente fechamento acima dos 118.400 pontos. PETR4 PETR4 também trabalha dentro de um amplo canal de alta e apesar de ter deixado uma sombra superior, ainda assim foi uma boa barra de alta, não podemos negar. Pensando então num cenário de continuidade desta tendência de alta, teremos como próximos alvos as seguintes regiões:  23,60 (

Estudo semanal para 08 a 12 de Março de 2021

Imagem
 IBOV IBOV segue dentro de um canal amplo de alta, tendo possivelmente realizado uma correção relativamente mais forte em relação à última correção vista entre Junho e Outubro de 2020. Deixou uma barra de alta compatível com o tamanho das últimas barras vistas, em uma região de suporte, até então nada demais.  Ainda temos a LTB do canal de baixa como resistência por volta dos 118.250 pontos. PETR4 PETR4 segue em tendência de alta e após cerca de 10 semanas de alta, praticamente toda ela foi devolvia na metade do tempo com fortes barras de baixa. Resistência majoritária por volta dos 31,10. Pontos a serem observados:  - a correção vista nas últimas semanas foi forte, deixou aberto aberto na região dos 27,17; - as últimas duas barras com grandes sombras superior e inferior, uma característica de indecisão, ou seja, mercado possivelmente passando a trabalhar de forma lateral pela próxima semana; - dois fechamentos abaixo da retração de 61,8%, ou seja, característica um pouco mais baixista