Estudo semanal para 07 a 11 de Dezembro de 2020

 IBOV


IBOV segue em tendência de alta pelo gráfico semanal, com boas barras compradoras, não dando nenhum sinal por enquanto de fraqueza da tendência.

Próximos alvos e por consequência resistência na região de topo anterior, 119.860 pontos e depois teremos alvo para 137.160 pontos por movimento projetado.

PETR4


PETR4 segue firme e forte em sua tendência de alta, tendo seu fechamento na máxima e com uma boa barra de alta, poderemos ver esse movimento continuando na próxima semana.

Próximos alvos, no fechamento do gap, na região dos 28,95 e depois alvo na região dos 30,94 por movimento projetado.

VALE3


VALE3 segue valendo o estudo da semana passada, em forte tendência de alta e vai se aproximando dos alvos projetados por fibonacci, sendo o primeiro deles na região dos 83,00 e depois nos 85,30.

HAPV3


HAPV3 em topo histórico, fez o rompimento bem sucedido na região dos 13,82, seguido de um movimento de pullback que testou a mesma e em seguida deixou um belo candle de alta, rompendo o topo prévio e fechando acima, indicando uma maior probabilidade de continuação do movimento altista.

Alvos projetados para 16,34 e depois para 17,75.

LAME4


LAME4 após um grande movimento de alta, uma correção profunda que foi interrompida na região dos 61,8% de fibonacci através de uma lateralização de cerca de 6 semanas.

O candle da semana passada foi uma boa barra de sinal de reversão, em região de fundo, já rompendo a LTB e com bom aumento de volume, fechando na máxima semanal.

Tal movimento aumenta as chances de vermos uma possível reversão de alta para o papel e podemos ter como alvo inicial a região dos 36,87, potencial de aproximadamente 45% a partir do fechamento da semana passada.

PRIO3


PRIO3 realizou teve o rompimento bem sucedido da região dos 51,50 e com boas barras de tendência de alta com aumento no volume, tem alvo projetado para a região dos 69,18.

Potencial de cerca de 23% do fechamento até o alvo projetado.

QUAL3


QUAL3 já em tendência de alta, passou por algumas semanas num movimento de lateralidade e foi somente na semana passada que finalmente o papel deixou uma bela barra de sinal, tendo fechado na máxima e com aumento de volume, é grande a possibilidade de termos um rompimento da região dos 36,20.

Sendo possível antecipar um pouco o rompimento entrando no rompimento da máxima da semana passada.

Teremos então a região dos 40,30 como o primeiro alvo e depois os 44,80 como sendo o segundo alvo (topo anterior)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estudo Mensal para Fevereiro de 2020

Atualização de Janeiro da carteira 2020 do Shima